Não é minha face, Nem tampouco O corpo que olho E admiro, Mas a alma, A essência Da moça do espelho

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Andei pensando por ter sentido...



Assim eu vejo a vida ou a morte por ser gemelar uma da outra e por acreditar que a realidade é na verdade um "castelinho de areia" que a qualquer momento pode ser lambido pelo tempo...

*Sempre que se aproxima a época do controle, sinto vontade de vir aqui nesse espaço onde me encontro comigo cara a cara, onde posso sentir toda minha fraqueza e força fluir...

2 comentários:

  1. Pela realidade ser um castelinho de areia... é que é preciso viver o agora... intensamente...

    Da força se faz a realidade... tudo vai dar certo...

    ResponderExcluir
  2. Oi, querida!

    Grata pelas palavras de carinho!

    Saúde p nós!

    Beijo grande, Regina.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Fé, Força, Coragem!!